A anunciar brevemente.                                         

"Uma performance única,uma forma de a(Re)presentar a poesia, sem dúvida nenhuma, muito original e interativa! Parabéns ao António (a sala foi pequena). Abraço e venham mais.

(Helena S.)

"Hoje tive um dos momentos mais ricos, interessantes e intensos atrevo-me a dizer...da minha vida.

Que experiência tão boa...

Parabéns pelo seu magnífico trabalho, pela sua performance!

Obrigada.

(Sara V.)

Foi um privilégio assistir à visita do Sr. Engenheiro, à sua técnica e à sua loucura, ali, à distância de um braço estendido.

(Ivone S.)

Um Campos mais reflexivo e menos espalhafatoso do que aquele a que nos habituaram. Tudo irrepreensivelmente pensado e articulado ao pormenor. Interpretação natural e impecável, que  seguimos com um duplo sorriso nos olhos, de reconhecimento da verdade de Campos na verdade desta sua encarnação."
 
(Helena V.)
"Surpreende pela criatividade e pela excelente capacidade de 
comunicar. Excepcional!"
 (Manuela B.)
"(...) Trouxe - o até mim de uma nova maneira: Gostei do "patchwork" de embutidos subtilmente ligados por uma linha que trazia consigo não só o estilo mas também os estados de alma. Eram duas revelações: a da melhor adesão à obra do autor e a da empatia de quem tão bem a ilustrava - uma manifestação de arte
e outra de virtuosismo.
Como se lia na alma do mensageiro a alma do escritor que na sua tinha mergulhado !
 (Artur B.)
"(…) tudo isto garante a surpresa, o encantamento e a adesão aos que poderiam pensar-se textos difíceis de entender. Este espectáculo opera a acção mágica de descobrir pela primeira vez esta belíssima e forte Poesia. Assim, aos que a não conheçam e aos que pensem que já a conhecem: vá, vá, vá: vão ver "A Visita do Sr. Engenheiro" e, depois, falamos do efeito de descoberta e encantamento, certo?"
 (Maria T.)
"Como dizer? Parece-me que a diferença fisiológica - que não,  própria e curiosamente, fisionómica!... - se proporciona  inversamente à proximidade estético-poética, - i.e.: a destas duas  individuadas pessoas: Campos e Domingos! Mérito miracular de  Domingos! O de, como o fumo que aqui se ilustra, se imiscuir  insidiosa e magicamente, volúvel para com a aragem, já como se  de Campos se... tratasse!"
 (Jorge T.)

"Excelente, na verdade, de admirar. Recomendo vivamente."

 (Maria do Céu G.)
"Declamação ? Representação ? Confundem-se (para bem) os  conceitos. Deixe-se guiar pelo anfitrião António Álvaro de  Campos Domingos numa experiência inebriante...​"
 (Fernando A.)
 Ver mais
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon